Not cheap but in my eyes a worthy investment. ... Replica Christian louboutin red sole is undoubtably his signature, which can also be the easiest way
Generic Cialis Soft Kamagra Jelly Generic Female Viagra Generic Viagra Super Active Generic Priligy Generic Cialis Professional Generic Levitra Red Viagra Generic Viagra Jelly Generic Levitra Soft Brand Viagra Generic Viagra Caps Kamagra Generic Cialis Daily Viagra Gold Kamagra Polo Cialis Black Generic Levitra Professional Super Kamagra Generic Cialis Super Active
cialis hinta viron apteekissa levitra vaikutus viagra vaikutus kamagra jelly kokemuksia cialis kokemuksia viagra reseptin hankkiminen kamagra kopen in de winkel viagra werking cialis kopen in nederland cialis bijwerkingen kamagra bijsluiter levitra bijwerkingen viagra kopen apotheek cialis erfaring cialis i norge viagra effekt hva er kamagra viagra nettbutikk levitra eller cialis
Viagra bestellen Viagra Tabletten Cialis kaufen Cialis Generika kaufen Viagra kaufen Acheter Kamagra Soft Acheter Kamagra 100mg Acheter Cialis Marque Viagra gebruiksaanwijzing Lida Afslankingskoffie Viagra kopen Priligy kopen met 60mg Dapoxetine Kamagra kauwtabletten kopen Sildenafil Priligy Cialis Jelly
..:: Rede Amiga da Criança - - Rede Amiga e CMDCA realizam 5º Seminário Criança Não é de Rua
Loading...
Terça, 20 Outubro 2015 20:09

Rede Amiga e CMDCA realizam 5º Seminário Criança Não é de Rua

Rede Amiga e CMDCA realizam 5º Seminário Criança Não é de Rua
A Rede Amiga da Criança e o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) de São Luís por meio do Projeto Disseminando a Cultura de Redes Sociais realizaram nos dias 29 e 30 de outubro o 5º Seminário Criança Não é de Rua. O evento aconteceu na Casa de Retiro Oásis, Rua Frei Ermenegildo, 380, bairro Aurora, em São Luís – MA. O projeto Disseminando a Cultura de Redes Sociais é operacionalizado administrativamente por meio do Centro de Cultura Negra do Maranhão (CCN-Ma), e com patrocínio da Petrobras.

O 5º Seminário Criança Não é de Rua teve por objetivo monitorar, avaliar e atualizar a Política Municipal de Atendimento a Criança e ao Adolescente em Situação de Rua em São Luís. Além de socializar essa experiência de construção da política para outros municípios. O tema desta edição foi “Desafios e avanços das políticas públicas e direitos humanos para crianças e adolescentes em situação de rua”.

O evento foi voltado para gestores, técnicos e educadores do sistema de garantia de direitos da criança e do adolescente, órgãos de justiça e controle e estudantes, que reuniu um público de 200 pessoas. Além de São Luís, o 5º Seminário teve a participação de representantes dos municípios maranhenses: Açailândia, Arari, Bacabeira e Barreirinhas.

A mesa de abertura contou com a presença da representante da Prefeitura de São Luís, Andréa Everton Lauande, da representante da Rede Amiga da Criança, Darly Machado, do representante do CMDCA, Luiz Alberto, do coordenador da Campanha Nacional Criança Não é de Rua, Manoel Torquato, do representante do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente e do Movimento Nacional de Meninos e Meninas de Rua, Marcos Souza.

A palestra de abertura abordou a Política para crianças e adolescentes em situação de rua e foi proferida por Marcos Souza e Manoel Torquato. O evento marca o monitoramento da política e coloca o tema em evidência, afirma Manoel Torquato. Segundo ele, a construção da política é um processo lento, mas em ascensão, com expectativa para ficar pronta em 2016.

Torquato destaca que São Luís é pioneira junto com o Rio de Janeiro na construção de uma política municipal. “Contudo, nem todas as pastas do governo se engajam, porque parte da sociedade brasileira tem preconceito com essa população, por consequência o governo também tem pouco engajamento”, explica ele.

Marcos Souza lista os desafios no atendimento a crianças e adolescentes em situação de rua: faltam equipamentos para atender a essa população, plano de trabalho, política específica e orçamento público. Ele acrescenta que o Brasil construiu políticas voltadas para a infância e adolescência de modo fragmentado, faltando também uma específica para situação de rua. Dessa forma, continua Souza, o Conanda está discutindo uma política integral que articule todas as outras.

Ainda no primeiro dia do evento, houve uma mesa de diálogo mediada pelo CMDCA para monitoramento da política municipal sobre crianças e adolescentes em situação de rua, com a contribuição de representantes de secretarias municipais. No segundo dia, os participantes foram convidados a pensar sobre a política por meio de trabalhos em grupo.

Para o representante do CMDCA, Deilson Louzeiro, esses dois dias de seminário levam a refletir que há muita coisa a se fazer. “Esta política ainda é um instrumento que está distante da prática de cada secretaria, com exceção da Semcas, que mais realiza as ações. Precisamos fazer um investimento para que toda secretaria municipal conheça e implemente ações voltadas para esta área”, enfatiza Louzeiro.